terça-feira, 8 de agosto de 2017

A Torre Negra

Quadro "Childe Roland to the Dark Tower Came", pintado por Thomas Moran em 1859.

"O jovem cavaleiro Roland à torre negra [sombria, literalmente] chegou,
Dizendo 'Fi, fu e fão,
Cheiro sangue de Inglês'".
Rei Lear (Ato 3, Cena 4), de Shakespeare (1608).

"Lá estavam eles, andando pelos lados da colina, encontrando-se
Para ver o último de mim, um quadro vivo
Para mais um cenário! Em uma folha de fogo
Eu os vi e conhecia a todos. E ainda
Intrigado o calcanhar aos meus lábios trouxe,
E sussurrei: O jovem cavaleiro Roland à torre negra [Idem] chegou'".
Childe Roland to the Dark Tower Came, de Robert Browning (1858).


terça-feira, 25 de julho de 2017

"Orientações sobre Identidade de Gênero" supera 8.000 leituras!

Um marco de divulgação científica e ativismo intelectual, do qual me orgulho:
 

O meu e-book "Orientações sobre Identidade de Gênero: Conceitos e Termos", SUPEROU AS OITO MIL LEITURAS, somente no site ResearchGate! 😀

Ele foi publicado originalmente em 2012, na página do Ser-Tão - Núcleo de Estudos e Pesquisas em Gênero e Sexualidade da Universidade Federal de Goiás: https://www.sertao.ufg.br/n/42117-orientacoes-sobre-identidade-de-genero-conceitos-e-termos


quarta-feira, 12 de julho de 2017

Minhas participações na 15ª FLIP - Festa Literária Internacional de Paraty

Dia 29 de julho, sábado, terei agenda intensa e riquíssima durante a XV FLIP:
 A partir do meio-dia: lançarei a segunda edição, revisada e ampliada, do meu livro HOMOFOBIA: IDENTIFICAR E PREVENIR*¹, e do TRANSFEMINISMO: TEORIAS E PRÁTICAS*² (já na 2ª edição), ambos publicados pela heroica Metanoia Editora (https://www.facebook.com/events/151212092107626)! Encontro vocês na Rua da Lapa, Casa 8 (em frente à Rua do Fogo) - Centro Histórico;
 15h - Lançamento do CATÁLOGO INTELECTUAIS NEGRAS VISÍVEIS, capitaneado pela gloriosa Giovana Xavier e com mediação da irmã em Odé Djamila Ribeiro, na Casa Amado Saramago (http://blogueirasnegras.org/…/intelectuais-negras-visiveis-…); e
 16h15 - Mesa CORPO: ARTIGO INDEFINIDO, mediada pela queridíssima Bianca Ramoneda, na qual conversaremos sobre feminismos, interseccionalidade, gênero na literatura e questões das populações de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Pessoas Trans, Não-Binárias, Intersexuais e Assexuais. UFA! 😅 Assim que o local for confirmado lhes repasso!
Beijas de sororidade! 😘
*¹ Conheça o "Homofobia: Identificar e Prevenir" em http://www.metanoiaeditora.com/loja/index.php…
*² Conheça o "Transfeminismo: Teorias e Práticas em http://www.metanoiaeditora.com/loja/index.php…




terça-feira, 11 de julho de 2017

O EUTIVISMO

Tenho questionado, em diferentes fóruns e capacitações Brasil afora, algo que chamo de "eutivismo".
 

O que é isso? Qual é o problema?
 

Sinto que houve uma transição comportamental intensa, desde a transição dos novos movimentos sociais - coletivos de base identitária - para os "novíssimos": uma hiper-individualização, senão personalização, da natureza e prática militante.
 

Faltam ações coletivas que sejam articuladas, no campo dos embates ideológicos e de poder, em termos de políticas públicas.
Sobram louváveis e importantes exposições de posicionamentos pessoais sobre temas relevantes, nas redes sociais e em eventos mil. Que porém ficam só nesse nível - o de escrevinhadores e figuras populares automaticamente intituladas como "ativistas".
 

Eu compreendo. É uma consequência - também - da Sociedade do Espetáculo em que vivemos. Porém me preocupa esse eutivismo, estruturalmente, por estar deslocando o eixo dos movimentos sociais para o dos "porta-vozes sociais", espécie de salvadores da pátria ou bodes expiatórios da preguiça intelectual e alienação política de terceiros, que detrás de seus celulares, nestes depositam sua carga de pensamentos, críticas, iniciativas, organização em torno de um coletivo propositivo.
 

Outro ponto preocupante, para esta chata que vos escreve, é o "opinativismo" associado a essa figura pública, cujas curtas postagens são mais lidas do que textos mais extensos, que aprofundam a discussão em pauta e a contextualizam historicamente.
 

A sanha por falar o que se pensa e marcar posição virtualmente, a todo custo, sem aprofundamento teórico e referenciação a quem já pensou ou está refletindo sobre o que tema X ou Y, tem gerado articulistas que mimeografam seus diários para centenas ou milhares de leitores, o que não é ruim por si só (traz para o campo concreto discussões relevantes), mas que tem sido trabalhado sem amadurecimento - por vezes se configura como um ti-ti-ti pretensioso que só arranha a superfície do seu objeto de análise.
 

Sim, eu sei que estou parecendo rabugenta para alguns, mas considero necessário. E afirmo: os eutivistas do mundo virtual - e do físico - não estão se dando o tempo e a concentração necessários de leitura, para formularem pensamentos e proposições que cheguem a fundo nos porquês e indiquem caminhos possíveis.

terça-feira, 6 de junho de 2017

Símbolo das pessoas Cis Aliadas de pessoas Trans

Autoria: Transgender Graphics. 26 de junho de 2014.

Para quem não sabe, Cis, ou Cisgênero, é toda pessoa que não é Trans, ou Transgênero.
Ou seja, denomina-se Cis a pessoa que se identifica com o gênero
que lhe foi atribuído ao nascimento.
Ao contrário da pessoa trans, que não se identifica com esse gênero atribuído.

terça-feira, 30 de maio de 2017

#Esefosse com Você?

Nesta quarta-feira participarei de evento do UNAIDS que objetiva promover diálogos questionadores sobre responsabilidade social, o papel de cada um e sobre como iremos conseguir frear as novas infecções pelo HIV:

sábado, 27 de maio de 2017

Conferência de Encerramento do Curso "Feministas nas Trincheiras da Resistência"

 Margarida Pressburger (Foto: Pablo Vergara).
 
O Curso de Extensão "Feministas nas Trincheiras da Resistência", do Instituto Federal do Rio de Janeiro - IFRJ Campus Belford Roxo, coordenado pela Profa. Dra. Jaqueline Gomes de Jesus, convida todas e todos para a Conferência de Encerramento desta sua primeira edição, com o tema:

Feministas que enfrentaram a ditadura civil-militar de 1964

Conferencista: Margarida Pressburger
Data: 31 de maio, quarta-feira, das 17h às 19h.
Local: IFRJ Campus Belford Roxo, Av. Joaquim da Costa Lima, 2971, Belford Roxo/RJ

Quem é Margarida Pressburger?
Membro do Alto Comissariado de Direitos Humanos das Nações Unidas (ONU), foi representante do Brasil no Subcomitê de Prevenção à Tortura das Nações Unidas, presidente da Comissão de Direitos Humanos do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), subsecretária de Políticas para Mulheres do Estado do Rio de Janeiro e presidente do Conselho Estadual da Mulher.

Telefone: (21) 3293-6078
Site: http://www.facebook.com/cursofeministas